sábado, 17 de dezembro de 2016

Resenha #25 | Pseudônimo Mr. Queen, por Loraine Pivatto


Título: Pseudônimo Mr. Queen
Autor: Loraine Pivatto
Páginas: 404

Sinopse: O ano é 2012,
Dia 21 de dezembro,
E a temida profecia maia acaba de se cumprir.

Cidades devastadas,

Ruas vazias,
A população mundial bruscamente reduzida,
E a história dos sobreviventes começa a ser contada.

Os escolhidos iniciam um novo mundo, baseado nas novas regras passadas através dos sonhos.

Agora serão 2 vidas:

A primeira até os 70 anos,
A segunda, a partir dos 20 e até os 100.
150 anos no total.
Nenhum segundo a mais.

A nova sociedade começa a surgir:

Sem desigualdade,
Sem dinheiro,
Sem doenças,
Sem possibilidade de mortes prematuras,
Exceto por uma maneira.

Uma única maneira de morrer, mas que não pode ser revelada.

Um segredo que precisa ser guardado.
Para salvar a sociedade de si mesma.


Pseudônimo Mr. Queen foi mais mais um booktour que participei nesse ano. E, sinceramente? Foi uma das melhores decisões que já tomei na vida.


A história é separa em três partes, cada uma narrada com o foco central numa mulher da família Brandão. Primeiro conhecemos Regina, filha de um importante empresário (que a mesma odiava com todas as suas forças). Só conheceremos sua história por completo ao longo dos capítulos, mas de início já podemos ver que ela foi muito humilhada e injustiçada durante a sua vida no "mundo anterior".

Na primeira página nos deparamos com a confusão materializada. A profecia se cumpriu e poucos escolhidos puderam acordar no novo mundo. Dentre eles, Regina. Ela acorda no meio de uma quadra de esportes mas não sabe o ocorreu, apenas ouve a voz de um homem que fala a respeito dessa profecia, a mesma que curiosamente acabou de aparecer em seus sonhos. Assustada e indignada, a mulher foge e vai à procura de seu marido, Maurício.

Nas páginas seguintes conhecemos o marido e a melhor amiga de Regina. Não entrarei em detalhes, seria um spoiler daqueles, mas adianto que ambos terão um papel super importante na trama. Após algumas horas de uma busca cansativa, Regina constata que os dois não foram escolhidos para o novo mundo. Ela está sozinha.

Regina volta então para o ginásio e se depara com uma comoção entre os sobreviventes. Dados são recolhidos (nome completo, idade, qualificação profissional), grupos são formados... Até que chega a  vez da nossa protagonista ser entrevistada. De início ela tenta fugir, mas quando diz o que foi na vida passada...


Como dito na sinopse, desigualdade social não seria permitido. O líder, escolhido pelo povo, decreta que casas padrão seriam construídas e distribuídas entre a população. Alguns arquitetos e engenheiros "diferentões" teimam em construir um edifício, totalmente diferente do decretado. Levam um longo tempo para terminar, e quando o fazem... A construção misteriosamente desaparece. Esses e outros tentam mais algumas vezes, mas o mesmo se repete. A população então entende que há limites para o novo mundo e passam a seguir as "regras divinas".

Lembram que eu disse que Regina estava sozinha? Bem, de certo modo estava... Mas, em meio à multidão, a mulher encontra Maria Eduarda, a filha de sua melhor amiga. Ela se sente na obrigação de cuidar da garotinha, visto que ela também estava completamente sozinha. Assim sendo, as duas vão morar numa das casas padronizadas.

Um ponto importante e que muitos dirão "isso é muito Black Mirror": com a extinção do dinheiro, as pessoas precisaram criar algo que as diferenciassem umas das outras. Desse modo nasceu as pontuações da TUV, que se baseia basicamente na posição social que a pessoa ocupa. Mais pra frente eles complicam mais ainda, mas para início de conversa essa pontuação "básica" já basta.

Alguns acontecimentos aqui, outros ali, Duda cresce e tem uma filha, Larissa Brandão. A garota cresce e mostra ser o completo oposto da mãe (se positivo ou negativo, vocês só saberão ao lerem :D). Aí vem a parte II, tendo a própria Larissa como foco.

Nessa parte acompanhamos a vida da garota com mais detalhes a partir da adolescência. Conhecemos seus amigos: Júnior, Paulinho, Cecília e Cristiano. Júnior é ex de Larissa, Paulinho é seu atual, Cecília é sua melhor amiga e Cristiano é quase um irmão. Todos são muito íntimos, suas vidas são calmas e sem grandes estresses... Até que Júnior é acusado de ter burlado a prova de Inglês e é dado como desaparecido.

É também nessa parte que ouvimos pela primeira vez a origem do título dado ao livro. Logo no início pensamos "tá, mas o que tem de especial?". Bem... A princípio, nadinha. O grande mistério vem mais para o fim da parte de Larissa. E claro, ao longo disso muitas outras dúvidas e questões não resolvidas vêm à tona. Todas elas são respondidas na parte III, com o foco voltado para a filha de Larissa, Vitória Brandão.



Com Vitória as coisas são um pouco mais intensas. A moça não tem um pingo de paciência, é estourada e decidida. Quer as coisas do seu jeito e toma as próprias decisões. Dá trabalho para a mãe logo cedo, aos 12/13 anos, época em que conhece sua melhor amiga, Isabel, filha de um influente e cobiçado empresário.

Na parte de Vitória também temos algumas questões levantadas, mas ela se baseia em respostas e esclarecimentos. Sabemos, inclusive, o que aconteceu com o Júnior, qual é a única forma de morrer e porque o título dado ao livro é tão importante.


A leitura de Pseudônimo Mr. Queen foi, sem sombra de dúvida, uma das melhores que já tive em toda a minha vida. Nunca esquecerei essa história. A autora soube exatamente como inserir todas as questões e como saná-las, uniu todas as pontas e não deixou nem umazinha solta. Deu a devida importância a todos os personagens e nos fez ficar de queixo caído com o último dos últimos acontecimentos.

A edição em si é independente. A capa é simples, mas trás um ponto importante da narrativa. Quanto à fonte, achei ela um pouco pequena para os meus olhos ceguetas, mas foi justo quanto ao número de páginas.

Loraine, mulher, tu é um gênio! Muito, mas MUITO obrigada por me dar a oportunidade de ler a sua obra. Virei sua fã incondicional! Espero que tu consiga um contrato com uma grande editora, lance seu livrinho e fique internacionalmente famosa. Tu merece!

E, para os leitores, o livro está rodando o país num booktour há um ano. Caso queiram conhecer e se apaixonar também, é só adicionarem o título na sua lista do Skoob clicando aqui (ou entrar em contato com a autora, caso queira algo mais imediato). Ela nos dá um prazo de 30 dias para leitura, postagem da resenha no Skoob e envio para o próximo da lista. Garanto que não irão se arrepender!

Alguém ainda tem dúvidas quanto à minha nota?


Escolher a música tema para esse livro foi uma tarefa árdua. São tantos acontecimentos... Mas finalmente consegui. Quem já leu vai identificar alguns personagens que se encaixam na letra. Quem não leu, fica a dica ;)

2 comentários:

  1. Obrigada, Bia!! Fico muito feliz que tenhas gostado tanto assim do livro :) Quem quiser ler, tb está disponível na Amazon :)
    Bjos!!!

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar!